Conheça Maria Clara, destaque na cena musical maranhense


Você já deve ter ouvido falar da cantora Maria Clara, não é mesmo? Não? Então, vem cá que nós te contamos. Maria Clara é dona de uma das vozes mais encantadoras da Ilha, está há 18 anos na estrada musical emocionando o público com um repertório repleto de canções da MPB.

A paixão pela música começou cedo - aos 7 anos - e com o passar do tempo Maria Clara aprimorou o seu dom e hoje é reconhecida pela boa música e simpatia. Saiba mais sobre a artista na nossa entrevista:

Quando surgiu a paixão pela música?
Quando era bem pequena eu escutava muito minha mãe de criação cantar e as músicas das aberturas das novelas eu aprendia todas com facilidade, tinha 7 anos e adorava imitar cantoras de óperas, quando pequena tinha um Coral no Lar de José (Orfanato) e eu participava desde pequena e então aí foi surgindo meu amor pela música!

Você tem quanto tempo de carreira?
18 anos de carreira rs

O primeiro show a gente nunca esquece... Conte-nos um pouco sobre como foi a sua primeira apresentação?
Foi um show beneficente pra minha própria casa, no Lar de José na quadra de basquete, foi lindo e tinha muita gente rs e foi inesquecível!!



Quais suas referências musicais? 
Elis Regina , Maria Bethania, Zizi Posse, Leila Pinheiro, Ana Carolina, Simone, Joana, Adoniran Barbosa, Rosa Passos são tantos...

Tem alguma música – preferida - que você não pode deixar de tocar? Por quê? Sim a música se chama Nunca de Lupicínio Rodrigues, pois essa música me faz voar, quando canto ela me transporta eu viaja no meu ser rs

Com quem você gostaria de fazer uma parceria musical? São tantos... rsrs Sim vamos lá rs Ana Carolina, Zizi Posse, Leila Pinheiro, Lívia Amaral simm Livinha minha amiga do ♡ rsrs e assim vai...

Quem é Maria Clara em 3 palavras?
Amiga , sincera, verdadeira.

Quem quiser curtir o teu som/show onde te encontra? 
Hoje canto fixo no Maré de Lua na Litorânea depois do Adventure às Quintas e Kitaro do Shopping São Luís Sexta às 21h e Domingo às 12h

Então já sabe se estiver a fim de curtir uma boa música, segue a Maria Clara! 


MPB e carisma com Luciana Pinheiro

 

Conhecida por sua voz marcante, carisma e alegria a cantora Luciana Pinheiro há mais de quinze anos conquista o público por onde passa. Famosa no gênero da MPB a cantora já trilhou outros estilos como o canto coral, Rock no estilo Heavy Metal, Rock nacional, Pop, Reggae com a banda Music Machine, Hip-Hop com o grupo Gíria Vermelha e música Afro com a banda Ylúguerê.
Conheça um pouco mais sobre Luciana Pinheiro com a nossa entrevista:

Quando surgiu a paixão pela música?
Na adolescência quando ouvia meus irmãos ouvindo seus discos de Mpb, Rock, e da década de 70 Românticas kkkk(sic).

Quais as suas referências musicais?
Dos anos 70 Mpb, pop rock nacional e internacional. Aí é mais adiante um mundo de gente, Caetano, Gil, Gal, Raul, Tim, Milton, Beto Guedes, Beatles, Queen, Elton, Elvis, Tina Turner, Led Zeppelin, ABBA etc.

 
 
Com quem você gostaria de fazer uma parceria musical?
 Dicy Rocha.  

Quem é Luciana Pinheiro em 3 palavras?
Fé, teimosia, alegria.

Quem quiser curtir o teu show onde te encontra? 
Não estou em barzinhos, mas fazendo shows e divulgando sempre no Face.  



Anota aí na agenda:

A FESTA 30+, com o melhor do flashback nacional e internacional, ao vivo. 
INGRESSOS : R$ 30,00 (antecipado)
PONTOS DE VENDAS: Razz Cabeleireiros (Rio Anil Shopping) e Açaí Concept (Moraes Center Cohafuma).INFORMAÇÕES: (98) 983373749
 

Invocação do mal 2 – é terror, mas tem amor



O diretor James Wan está de parabéns! Em Invocação do Mal 2 (The Conjuring 2) ele superou a boa qualidade do primeiro filme, com muita tensão, sustos de tirar o fôlego, boa trilha sonora e suspense que deixam o espectador com o coração na mão.

No início, deste segundo longa é mostrado o casal Ed (Patrick Wilson) e Lorraine Warren (Vera Farmiga) quando eles finalizam o caso em Amityville, ocasião em que Lorraine tem uma visão do futuro, no qual seu marido seria morto por uma entidade demoníaca.



Em seguida,  o público é levado para Londres no auge da década de 70, na cidade de Enfield, onde Ed e Lorraine vão investigar o caso da família Hodgon - uma mãe e quatro filhos - que está sendo atormentada por um espírito.

Diversas manifestações sobrenaturais como fortes batidas na porta até camas balançando, móveis mudando de lugar e crianças sendo levitadas ocorrem na casa, depois que as irmãs Janet (Madison Wolfe) e Margaret (Lauren Esposito) brincam com o jogo Ouija. O caso teve grande visibilidade na mídia e muitos cogitavam a hipótese de tudo não passar de uma farsa, mas os Warren deram o voto de confiança.
 
Janet (Madison Wolfe)

No filme são apresentados três espíritos -  o velho Bill Wilkins, que não para de falar "This is my home"; o Homem Torto, um personagem bem sinistro e a mais pavorosa de todas a Freira Demoníaca (demônio Valak). Ao contrário da maioria dos filmes de terror, que são cheios de morte e sangue, Invocação do Mal 2 envolve o espectador na trama, faz com que o público se preocupe com a família em questão, esperando que ela seja ajudada de alguma forma diante de tantas ameaças sobrenaturais.

 Invocação do Mal 2 : Foto Vera Farmiga

O filme consegue ser surpreendente em vários momentos, como quando o espectador é levado a se questionar sobre a veracidade dos acontecimentos paranormais, quando o verdadeiro mal que está na casa é revelado e o momento crítico sobre a possibilidade do Ed Warren morrer – que até quem conhece a história dos Warren e do caso em questão certamente ficou com medo de perder este querido personagem. Vale ressaltar também a excelente atuação dos atores mirins, em especial da Madison Wolfe, protagonista da história por ter sido a principal afetada pelas interferências demoníacas.

E mesmo inserido nesta atmosfera densa, de tensão e terror, James Wan encontrou espaço para falar de amor, porque Ed e Lorraine são puro amor. Em uma cena simples, mas linda, Ed faz um cover de Elvis Presley da canção "Can't Help Falling In Love", para a família Hodgon e certamente direcionada para a sua amada.

Nos olhares, na melodia, os atores transmitem para o público o amor e cumplicidade que havia entre Ed e Lorraine. Um exemplo claro de duas pessoas que estavam destinadas a se encontrar para realizar a missão de ajudar tantas pessoas pelo mundo. Invocação do Mal 2 é terror sim, de ótima qualidade, ótima direção, mas também é amor.


Vera Farmiga com Lorraine Warren


Eu, particularmente, sou fã da franquia, da Lorraine, dos atores Patrick e Vera, do diretor. E na minha opinião Invocação do Mal é um dos melhores filmes de terror dos últimos anos. <3
Trailer oficial:

 

Você já assistiu? Conta aí o que achou! ;)  

Heróis e vilões podem ser as Lendas do Amanhã


Temos uma nova série no ar: Legends of Tomorrow da DC Comics. O programa está no quinto episódio da primeira temporada e por sinal o melhor até agora (na minha opinião). A série, que estreou no dia 18 deste mês se passa no mesmo universo fictício de The Flash e Arrow.
 

Em Legends of Tomorrow, o futuro, 2166 é dominado por um imortal super poderoso, Vandal Savage, que transforma o planeta em um verdadeiro caos. Dizimando milhares de vidas. Para tentar reverter este futuro trágico o Mestre do Tempo Richard Rip Hunter, viaja 150 anos no passado - em 2016 - e escolhe oito personagens - dentre heróis e vilões - para juntos derrotarem Savage e mudarem o futuro da humanidade. Se eles conseguirem cumprir a missão serão conhecidos como lendas. 

Achei os primeiros episódios um pouco fracos, pois os personagens estavam se dando muito mal - apanhando muito- para um grupo cheio de poderes e habilidades, mas no quinto ep. Fail-Safe, o jogo virou e eles tiveram sucesso na missão. Agora sim está ficando bom! Para quem gosta do universo da DC esta é uma boa opção, cheia de referências, aventuras, heróis e vilões. Ah, vocês podem assistir no site Series Hub. #DicaSérie

Trailer

 


Suspense, terror e comédia em Scream Queens

 

A série Scream Queens, dos mesmos criadores de GLEE e American Horror Story, estreou ano passado - em setembro - mas só este ano tive motivação para assisti-la e eu gostei bastante. A história se passa na Universidade Wallace, tipicamente americana ou pelo menos como são retratadas nos filmes e séries, com a clássica segregação de grupos e muito bullying: os ricos, os pobres, os nerds, as patricinhas, os play boys e também as fraternidades. 


Com um pouco do estilo dos filmes "Eu sei o que vocês fizeram no verão passado" e "Todo Mundo em Pânico", o foco da série nesta primeira temporada, são assassinatos envolvendo as integrantes da fraternidade Kappa Kappa Tau (KKT), liberada por Chanel Oberlin, uma riquinha egocêntrica que trata todo mundo como lixo. O assassino aparece vestido como mascote da universidade, que é um Demônio Vermelho ( uma ótima escolha de mascote hein minha gente rs) e suspeita-se que a motivação dos crimes seja um acontecimento misterioso que ocorreu há 20 anos na KKT. A série é uma mistura de suspense, terror e comédia. É meio trash até, os personagens tem umas reações absurdas aos acontecimentos - o tipo de coisa que você fica WHAT THAT FUCK??- mas apesar dos pesares Scream Queens consegue envolver o espectador.

Ah, e a Ariana Grande faz parte do elenco, achei a atuação dela bem fraca. Mas já estou no aguardo da próxima temporada.  Está é a minha dica de série. #DicaSérie.

Trailer